blogue do mês :: blog of the month
publicidade :: ads

subscrever feeds
Destaques :: Top Stories

Projecto de execução de quatro novas centralidades no município de Benavente
Detail Design of four new centralities in the municipality of Benavente underway
#260

Em preparação diversas propostas para Estratégias Locais de Habitação
Several proposals for Local Housing Strategies underway
#300

Constituição da Frente Técnica Anti-Despejos
Anti-Evictions Technical Front constitution
#295

Projecto para a reabilitação da Casa dos Guardas na Herdade da Contenda
Building renovation of "Casa dos Guardas" at Herdade da Contenda
#229

A reabilitação do Salão Central Eborense em Évora está prestes a entrar em obra
"Salão Central Eborense" renovation in Évora is about to start construction
#230

O ateliermob desenvolve as propostas apresentadas pelos cidadãos para a cidade de Aveiro no âmbito do programa Viva a Cidade Aveiro
Ateliermob is developing proposals presented by the people for Aveiro within the scope of "Viva a Cidade Aveiro"
#284

Trabalhar com os 99% Crl e Ateliermob estão a terminar a assessoria ao fundo gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian na reabilitação das áreas ardidas em Portugal terminando todos os projectos e construção em 19 meses
Working with the 99% and ateliermob are finishing the consultancy to the fund managed by Fundação Calouste Gulbenkian for the reconstruction of the burned areas by the fires occured in Portugal finishing all the projects and construction in 19 months
#278

Projecto para a reabilitação urbana do Alto do Seixalinho entregue em Maio de 2019
Urban renovation of Alto do Seixalinho project applied on May 2019
#258

ateliermob projecta a reconversão de 5 escolas no concelho de Tomar em habitação municipal
ateliermob is designing the reconversation of 5 former basic schools at Tomar in to public housing
#222
pub | ads



tags

# 004 (a)

# 004 (b)

# 009

# 025

# 028

# 030

# 033

# 040

# 050

# 059

# 061

# 068

# 074

# 078

# 094

# 118

# 123

# 151

# 152

# 155

# 156

# 169

# 170

# 174

# 180

# 189

# 194

# 202

# 204

# 213

# 237

# 264

# 278

ateliermob at ...

blogue do mês | blog of the month

blogue | blog

conferências online | online lectures

design

divulgação | release

emprego | job

jovens arquitectos portugueses | young p

kidsmob

livros | books

música | music

notícia | news

novos arquitectos | new architects

prémios | awards

reflexões | thoughts

video

working with the 99%

todas as tags

arquivos :: archives

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

ajudas | support


Segunda-feira, 4 de Novembro de 2019
ateliermob, às 09:53 | comentar :: comment | 2019.11.04

 

[PT]
Ao intervir na Rua Morais Soares ao nível dos passeios, passagens de peões, paragens de autocarro e implementando medidas acalmia de tráfego enquanto Rua Amiga do Peão, a avaliação da situação actual centrou-se na reflexão sobre as adaptações necessárias para que este eixo fundamental na cidade de Lisboa ofereça apropriadas condições de acessibilidade.
Para tal procedeu-se a um diagnóstico exaustivo dos problemas que a Rua Morais Soares a partir de sucessivas visitas ao local em que foram identificados os problemas, efectuadas medições, observados e registados os comportamentos dos utilizadores das via pública: peões, condutores, utilizadores de transportes públicos. Foram também recolhidas informações junto de moradores, utilizadores habituais da via e comerciantes, por uma identificação mais completa dos problemas sentidos no local e analisadas publicações e comentários on-line referentes a intervenções na Rua Morais Soares, levando em consideração a descrição problemas que os utilizadores encontram nesta artéria e enunciação de propostas de melhoramento.
Tendo em conta a sua localização e ligações que estabelece entre grandes áreas da cidade, a Rua Morais Soares é uma via com tráfego automóvel intenso e não menos intenso tráfego pedonal, uma rua nitidamente estruturante na rede percursos pedonais nesta área da cidade, aglutinadora da população da zona em que se insere, onde – à excepção da Av. Almirante Reis, via de 2º Nível da Rede Rodoviária Municipal, com um carácter distinto – são poucas as ruas equiparáveis em termos de oferta de comércio e serviços.
Do encontro da população local com o tráfego de atravessamento resulta um uso desordenado da Rua Morais Soares, como referido nas publicações encontradas e pelos interlocutores, moradores ou não nesta área de Lisboa, com quem contactámos.
Durante o dia, ao movimento de um elevado número de peões que se cruzam, na maioria das vezes, em passeios demasiado estreitos para o número de pessoas que os percorrem, somam-se aos veículos estacionados ao longo da via os veículos particulares e comerciais parados aleatoriamente na faixa de rodagem, deixando livres apenas as faixas centrais para que o trânsito flua. Tal prática, que frequentemente obriga os autocarros a parar em plena via nas faixas centrais, força a redução da velocidade de passagem mas não é suficiente para assegurar que o condutor não percepcione a rua como uma via com duas faixas de rodagem, semaforizada, utilizando-a com velocidade excessiva para a aleatoriedade de situações com que actualmente nos deparamos na Rua Morais Soares. À noite a velocidade dos veículos aumenta significativamente.
Da análise aos atropelamentos registados entre 2004 e 2015 destacamos que do total de 29 atropelamentos registados, 10 referem-se a pessoas com mais de 65 anos e 8 de crianças e jovens até 18 anos; destes 12 atropelamentos ocorreram em passagens de peões, 7 dos quais em passagens semaforizadas onde, em 5 casos, estava sinal verde para o peão. Estes dados confirmam que as passadeiras existentes não oferecem segurança a quem as atravessa potenciando situações de perigo.
Face ao diagnóstico efectuado, a proposta tem como principais objectivos criar condições para ocupação do espaço por esplanadas e escaparates e maior oferta de espaços de estadia, aumentar o número de lugares de estacionamento e facilitar cargas e descargas.
Ao longo de toda a Rua Morais Soares é proposta a criação de um percurso contínuo em pavimento liso e livre de obstáculos a par da adaptação de paragens e passagens de peões garantindo as condições de acessibilidade adequadas ao uso por pessoas com mobilidade condicionada e, na prática, as desejáveis condições de segurança e conforto a todos os peões.
Identificada como principal problema a permanente ocupação de uma faixa de rodagem em cada sentido por veículos parados ou mesmo estacionados, muitos dos quais para efectuar cargas e descargas dos estabelecimentos comerciais, propõe-se a disponibilização de uma extensão destinada a estacionamento superior à actual através da redução de uma faixa de rodagem no troço com menor concentração de veículos onde serão reservados lugares para cargas e descargas. Esta solução permite também reduzir os estrangulamentos dos passeios oferecendo mais espaço à circulação pedonal e maior oferta de espaços de estadia e áreas passíveis de ocupar por esplanadas sem por em causa os percursos pedonais.
O avanço do passeio sobre a via permite ainda a redução da distância de atravessamento reduzindo o tempo necessário aos peões para o fazer o que aumenta a sua segurança e, uma vez que quase todas as passadeiras são semaforizadas, a redução do tempo de atravessamento dos peões facilita também a maior fluidez do tráfego automóvel.
Qualificando o espaço público de modo a oferecer maior conforto e consequente distribuição mais equitativa do fluxo pedonal, propõem-se a plantação de árvores ao longo do passeio norte, onde a exposição solar dificulta a sua utilização tanto nos períodos mais quentes como por encadeamento. As caldeiras localizar-se-ão ao longo da faixa de estacionamento por forma a manter o passeio livre de obstáculos sem por em causa o aumento significativo da oferta de lugares de estacionamento. São ainda indicados locais onde colocar bancos que idealmente deveriam integrar outros equipamentos necessários, como papeleiras, procurando a todo o momento reduzir os obstáculos no passeio.

 


tags:

Destaques :: Top Stories

Projecto de execução de quatro novas centralidades no município de Benavente
Detail Design of four new centralities in the municipality of Benavente underway
#260

Em preparação diversas propostas para Estratégias Locais de Habitação
Several proposals for Local Housing Strategies underway
#300

Constituição da Frente Técnica Anti-Despejos
Anti-Evictions Technical Front constitution
#295

Projecto para a reabilitação da Casa dos Guardas na Herdade da Contenda
Building renovation of "Casa dos Guardas" at Herdade da Contenda
#229

A reabilitação do Salão Central Eborense em Évora está prestes a entrar em obra
"Salão Central Eborense" renovation in Évora is about to start construction
#230

O ateliermob desenvolve as propostas apresentadas pelos cidadãos para a cidade de Aveiro no âmbito do programa Viva a Cidade Aveiro
Ateliermob is developing proposals presented by the people for Aveiro within the scope of "Viva a Cidade Aveiro"
#284

Trabalhar com os 99% Crl e Ateliermob estão a terminar a assessoria ao fundo gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian na reabilitação das áreas ardidas em Portugal terminando todos os projectos e construção em 19 meses
Working with the 99% and ateliermob are finishing the consultancy to the fund managed by Fundação Calouste Gulbenkian for the reconstruction of the burned areas by the fires occured in Portugal finishing all the projects and construction in 19 months
#278

Projecto para a reabilitação urbana do Alto do Seixalinho entregue em Maio de 2019
Urban renovation of Alto do Seixalinho project applied on May 2019
#258

ateliermob projecta a reconversão de 5 escolas no concelho de Tomar em habitação municipal
ateliermob is designing the reconversation of 5 former basic schools at Tomar in to public housing
#222
ateliermob - arquitectura, design e urbanismo lda.
[PT]
Plataforma multidisciplinar de desenvolvimento de ideias, investigação e projectos nas áreas da arquitectura, paisagismo, design e urbanismo. É assim que tudo costuma começar. A partir daí trabalha-se tudo o resto. Só é impossível o que não entusiasma, o que não é criativo, o que nos afasta das pessoas.
[saber mais]

[ENG]
Ateliermob is a multidisciplinary platform which develops projects, ideas and research within architecture, landscape, design and urbanism. This is the way it usually starts. From this point, everything is worked out. The impossible is to work on the unexciting, on the uncreative, on what diverges from people needs.
[+ info]
ateliermob @ facebook
International internship program at ateliermob
ligações :: links
ateliermob: What ever happened?


+ videos
Tanto Mar


+ info
subscrever | subscribe

email para actualizações :: email for updates
By Feedburner

tags

# 004 (a)

# 004 (b)

# 009

# 025

# 028

# 030

# 033

# 040

# 050

# 059

# 061

# 068

# 074

# 078

# 094

# 118

# 123

# 151

# 152

# 155

# 156

# 169

# 170

# 174

# 180

# 189

# 194

# 202

# 204

# 213

# 237

# 264

# 278

ateliermob at ...

blogue do mês | blog of the month

blogue | blog

conferências online | online lectures

design

divulgação | release

emprego | job

jovens arquitectos portugueses | young p

kidsmob

livros | books

música | music

notícia | news

novos arquitectos | new architects

prémios | awards

reflexões | thoughts

video

working with the 99%

todas as tags